JP Coutinho

Instagram @talksdojp

O Lider Jardineiro

Precisamos ver a empresa como se ela fosse um jardim e é nossa responsabilidade fazer com que esse jardim seja lindo.

Existe uma metáfora muito interessante sobre a Liderança Ágil que quero compartilhar com você. Precisamos ver a empresa como se ela fosse um jardim e é nossa responsabilidade fazer com que esse jardim seja lindo. No jardim, existem diferentes plantas crescendo. Flores, talvez árvores frutíferas, talvez arbustos, vegetais ou grama. Todos são muito diferentes e desempenham papéis diferentes. Mas juntas, todas essas plantas estão cumprindo o propósito do jardim.

Cuidar das plantas, ver as que precisam mais sol, as ervas daninhas que precisamos remover são algumas das muitas atividades do dia a dia. O nosso jardim é diverso e essa diversidade é a força motriz para tudo acontecer. Cada uma tem seu tempo, suas necessidades e possibilidades. É papel do jardineiro observar o jardim como um todo e ver onde é preciso atuar, adubar, regar, podar. Mas não dá pra mandar, gritar para uma planta crescer mais rápido. É impossível fazer isso. Ele só trabalha de acordo com as condições corretas para cada planta desse jardim. A gente não consegue forçar uma planta ou uma semente para que ela cresça, mas pode oferecer para ela as melhores condições, cuidar dessa planta. Algumas precisam de mais apoio, outras crescem sozinhas.

E pode acontecer delas não crescerem. Devido ao ambiente, ou problemas na semente e precisamos lidar com isso. Quando isso acontece, precisamos analisar a causa raiz do problema e buscar encontrar soluções. Se nada ajudar, é papel desse jardineiro, ajudar a plantá-la em outro jardim. Exatamente assim, acontece na organização. Existem pessoas que simplesmente nunca crescerão, não são aderentes à nossa cultura. 

Nas organizações, o líder jardineiro, que chamamos de líder ágil,  preocupa-se em viabilizar o crescimento das pessoas e a organização dos times de forma independente nos ambientes complexos. Assim como o jardineiro tem o papel de cuidar e compreender as necessidades de cada planta única e criar os pré-requisitos certos para o desenvolvimento, sem se esquecer de todo o jardim. Sabe como influenciar o time em direção a melhoria contínua propondo temas relacionados a sua expertise, além de trazer clareza aos objetivos que precisam ser alcançados. Provê ferramentas que apoiam a comunicação entre os indivíduos, viabilizando um fluxo de feedback contínuo. E encontra meios de trazer transparência à organização, além de preocupar-se em prover segurança psicológica às pessoas e condições para que elas possam resolver problemas e assumir responsabilidades.

Mas preste atenção: não queremos líderes jardineiros de bonsai, que incentivam, mas ao mesmo tempo limitam o crescimento. Me diga uma coisa: você desenvolve e estimula na sua empresa líderes jardineiros/líderes ágeis?

Para conhecer mais os Programas de Desenvolvimento de Líderes Ágeis, escreva para: contato@jpcoutinho.com.br

Gostou? Compartilhe!

SOBRE A AUTORIA

Picture of JP Coutinho

JP Coutinho

Siga-nos

Textos Recentes